O Congresso decorrerá durante os dias 10 e 11 de novembro de 2020, no Porto (Centro de Congressos da Alfândega do Porto), e a 12 de novembro de 2020, na Região Demarcada do Douro. O programa integra a realização de conferências temáticas, comunicações científicas e de divulgação, bem como visitas técnicas na região.

O Congresso Douro & Porto 2020 – Memória com Futuro projeta-se como um acontecimento científico e cultural que lança no futuro as memórias seculares da Região Demarcada do Douro – inigualável bem cultural que encerra uma espessura histórica única e um vasto repositório de saberes – cenário que o Homem habita desde sempre, o Alto Douro Vinhateiro – desde 2001 Património Mundial da Humanidade da UNESCO.

Num território marcado por enormes desafios edafoclimáticos, o Homem, com grande determinação e capacidade, foi capaz de otimizar os recursos naturais e conseguir cultivar vinha e fazer vinho, secularmente reconhecido pelos seus atributos.

Serão aqui protagonistas as gentes do Douro Vinhateiro, que em seu tempo conseguiram o primeiro modelo institucional de organização de uma região vinícola, que solidificou uma das Regiões mais consagradas do universo vitivinícola mundial.

Nas várias dimensões que percorrem a Região Demarcada do Douro, o compromisso de transição e inovação, com respeito pela agregação de saberes adquiridos ao longo de gerações, tem sido uma constante.

Os desafios do presente e o desígnio de configurar e projetar um Futuro próspero, leva-nos a revisitar os alicerces da Memória. Desta forma, uma ponte entre a Memória e o Futuro guiará este Congresso.

Será, em última análise, um momento único de convergência entre a História, a Sociologia, o Direito, a Viticultura, a Enologia e a Economia, com olhares sobre a biodiversidade, as alterações climáticas, a sustentabilidade e os desafios tecnológicos e da transformação digital que manterão a Região Demarcada do Douro com vitalidade, dinamismo e capacidade de resposta a constantes mutações.

Em diálogo entre Memória e Futuro, além dos temas propostos acima, discutiremos as motivações relacionadas com o gosto e as preferências dos consumidores, o papel do vinho na nutrição e saúde, como se garante a sua qualidade e genuinidade, como se faz a defesa das marcas, qual o papel do enoturismo, como adotar estratégias de comunicação mais eficazes…

 

Em diálogo entre Memória e Futuro, discutiremos as implicações na biodiversidade, as alterações climáticas, a sustentabilidade e os desafios tecnológicos e digitais, a par das motivações relacionadas com o gosto e as preferências dos consumidores, o papel do vinho na nutrição e saúde, como se garante a sua qualidade e genuinidade, como se faz a defesa das marcas, qual o papel do enoturismo, como adotar estratégias de comunicação mais eficazes…

Assim, sustentados na Memória mas com os olhos no Futuro, queremos traçar novos rumos.